quarta-feira, 7 de abril de 2010

O JARDIM DE MARGUERITA


Era uma vez uma mulher chamada Marguerita.
Ela vivia sozinha numa pequena casa colorida.

Em frente à sua casa havia um jardim. Um jardim com árvores folheadas, verdejantes e flores...flores de várias cores, tamanhos e perfumes.

Muros de pedra rodeavam a casa e o seu jardim de aromas inebriantes. E havia um pequeno portão verde como passagem.

Marguerita fechava sempre o pequeno portão. Porém, certo dia, Marguerita deixou o portão aberto e, nos muros que protegem o jardim, nasceram rosas vermelhas. E, ao nascerem as rosas, vieram as borboletas. Com as borboletas vieram as lagartas. Com as lagartas as lagartixas e ainda as cobrinhas e as formigas.

E as rosas continuaram a nascer... Até que, o muro com rosas passou a ser um muro de rosas.

Um comentário:

arianasoares disse...

Tão profundo! E linda metáfora! Adorei:-)